segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Toda ela

Ela era cheia de manias. Desconexas, incessantes, incomparáveis. Mas o conjunto de todas elas resultava numa beleza que fazia das pessoas encantadas. Ela podia negar, mas somente ela conhecia cada pedaço de seu todo.

Somente nós nos conhecemos por completo.
Dormia em forma de meia lua, como se a lua estivesse nela. Era muito bem o que queria. Ou então alguém que completasse aquele espaço formando lua cheia. Suas confusões nos deixavam malucos, por mais. Mais sorrisos, mais aventuras, mais daquela coisa boa. Mais da delícia que era dançar com ela.

2 comentários:

  1. Descreveu muita coisa que sinto. Quando eu crescer quero escrever como você. Sua Linda =)

    ResponderExcluir
  2. Sou cheia das manias. Dança comigo?

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar um pouco de si por aqui!