quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Linear

É um amor tão utópico que não chega a existir na cabeça de outrem.

São fatos, frases, nuances em fotografia. Loucuras em forma de gente que não se concretizam no mundo real. São passagens, momentos, instantes, detalhes. São, até mesmo, palavras alheias ao vento que, quando capturadas, não se preocupam em torcer o peito e fazer do conjunto uma linda confissão de amor.

São histórias, filhos que não existem de pessoas sonhadoras, que nasceram e viveram de maneira diferente do que realmente acontece na mente.

Suspeito até chamar de plano B, mas esses contos que vivo cantarolando aos quatro cantos são histórias do passado, frutos de um futuro que nunca existiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar um pouco de si por aqui!